Destaque,  Todas

‘Bolha de calor’ pode levar temperaturas a 45°C até o fim do verão

O portal MetSul emitiu alerta para uma intensa onda de calor que deve afetar os estados do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo, parte de Goiás, parte de Minas Gerais e Espírito Santo nos últimos dias do verão de 2024.

“bolha de calor” prevista pelos meteorologistas vai se instalar sobre o norte da Argentina e o Paraguai. Com isso, as temperaturas podem chegar até 10 °C acima do normal, conforme alerta o portal MetSul.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), uma onda de calor se estabelece quando as temperaturas permanecem 5 °C acima da média durante, pelo menos, cinco dias seguidos. Como o mês de março marca o período de transição entre o final do verão e o início do outono, mudanças nos padrões meteorológicos podem ocorrer repentinamente.

Já a bolha ocorre em áreas de alta pressão quando uma cúpula de calor é criada e permanece sobre a mesma área por dias ou até semanas, prendendo ar quente por baixo, como uma tampa em uma panela. O período será prolongado em vários estados, já que um bloqueio atmosférico impedirá o avanço de frentes frias.

O centro da bolha de calor estará sobre o norte da Argentina e o Paraguai, onde são esperadas máximas de até 45 °C. A onda deve afetar grande parte do Centro-Sul do Brasil. O Mato Grosso terá calor, mas que não desviará muito em relação ao que já vem se registrando. Mais ao Sul do país, o que que se espera que chegue um alívio antes por chuva e temporais, mas seguirá por demais abafado.

O calor excessivo pode chegar a dez dias em alguns estados, prolongando o final da estação. A previsão é que o verão se encerre no dia 20 de março, à 0h06.

Como será a ‘bolha de calor’ em cada região?

No Sul, os três estados serão afetados. No Rio Grande do Sul, o calor ganha força principalmente a partir da terça-feira, e os dias mais quentes devem ser quarta e quinta. Ainda segundo MetSul, o Paraná a temperatura pode chegar a 40 °C na parte Oeste. Já no em Santa Catarina, a semana terá tempo mais seco, favorecendo máximas mais extremas.

No Centro-Oeste, Mato Grosso do Sul deve ser o estado mais impactado pela bolha com máximas acima de 40 °C em algumas cidades até o fim do verão. No Sudeste, o interior de São Paulo, verá a temperatura se elevar gradualmente nos próximos dias, com máximas mais elevadas a partir da segunda metade da semana.

Fonte: O Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ 42 = 50