Destaque

Guto Índio da Costa: “soma de inovação, estilo e custos competitivos.”

Nascido em 1969, no Rio de Janeiro, formado em 1993, pela Art Center College of Design, na Suiça, Guto Índio da Costa atuou em grandes escritórios na Alemanha, na França e na Dinamarca.

De volta ao Brasil em 1997, transformou o escritório de arquitetura iniciado por seu pai, o arquiteto gaúcho José Índio da Costa, um dos mais conceituados e premiados designers da safra surgida no Brasil dos anos 1990, em uma estrutura empresarial interdisciplinar que atua em diferentes áreas como arquitetura, urbanismo, design e transportes.

Hoje coordena os núcleos de design e transporte da Indio da Costa A.U.D.T (Arquitetura, Urbanismo, Design e Transporte), responsáveis por dezenas de projetos, muitos dos quais alcançaram grande sucesso e receberam diversos prêmios internacionais. Ele também é o responsável por peças de mobiliário, eletroportáteis, eletrônicos, informática eletrodomésticos, móveis planejados e outros.

Membro do Conselho Consultivo de Design do Estado do Rio de Janeiro desde 2006, foi diretor e ex-vice presidente da Abedesign, co-fundador do Centro Brasileiro de Design Industrial (CBDI), promotor de diversas exposições e eventos de design. Foi também membro do júri de diversas premiações nacionais e internacionais, entre elas o L’Observeur du Design (França), o D&AD (Inglaterra), o Red Dot (Alemanha) e o Compasso D’Oro (Itália) e é colaborador da Revista Arc Design onde escreve artigos regularmente.

Guto Índio da Costa

Guto Índio da Costa é adepto da soma de inovação, estilo e custos competitivos. O designer já estudou nos Estados Unidos e na Suíça, trabalhou na Alemanha, França e Dinamarca e possui clientes na Itália, República Tcheca, Bélgica e México. 

Tantas experiências internacionais fizeram com que o brasileiro criasse uma linguagem própria que, segundo ele, “é um misto da sensualidade brasileira com a precisão da técnica suíça”. Dessa identidade saíram projetos como o ventilador de teto Spirit, o sistema carrapixxxo, que conquistou o primeiro prêmio no Salão Design Casa Brasil 2007 e a carteira escolar inclusiva, premiada no concurso de design Handitec, na França.

Guto têm projetos premiados em diversos países pelos mais importantes prêmios de design internacionais, como o IF Design Award, o Red Dot Design Award e o Iconic Design Award – e nacionais como o Museu da Casa Brasileira e o  Prêmio Casa Brasil. Com essa bagagem, ele traz para a Micasa – referência do bom design em São Paulo – uma linha inovadora.

Ventilador SPIRIT

O ventilador SPIRIT, criado em 2001 pelo designer carioca Guto Índio da Costa, é um dos produtos nacionais mais premiados da história, entre troféus nacionais e internacionais e foi criado sob encomenda para uma empresa. Além de outros modelos de ventilador como IC IAR America, a linha Maxximos e a Linha Titanium.

Guto Índio da Costa

Cadeira ICZERO1

Outra criação de sucesso do designer é a cadeira ICZERO1, de 2009. A peça integra a coleção permanente do Kunststoff Museum, em Dusseldorf, na Alemanha, e carrega a ousadia de combinar a plasticidade do polipropileno com a resistência da fibra de vidro. O móvel conquistou o segundo lugar no Idea Brasil (2009).  Conheça também as cadeiras Peti e Duna.

Guto Índio da Costa

Corredor BHLS Transoceânica

O projeto Corredor BHLS Transoceânica, no Rio de Janeiro, do conceituado designer Guto Indio da Costa, realizado pela Metalco do Brasil, foi o vencedor – na categoria design de produto, classificação Ouro, da 9ª Edição do Brasil Design Award – realizado pela Associação Brasileira de Empresas de Design – ABEDESIGN.

O corredor BHLS Transoceânica, em Niterói, utiliza o conceito de “smartcity”, conectando os passageiros e os ônibus. O corredor BHLS Transoceânica é um expresso de ônibus, parte da frota elétrica, com plataformas abertas, transparentes e integradas à paisagem urbana. Os ônibus têm piso baixo alinhado com as calçadas e portas de ambos os lados, facilitando o embarque e o desembarque e permitindo que circulem no corredor e também na cidade. Cada plataforma tem pelo menos 10 bicicletários para que o passageiro deixe a bike, embarque no ônibus e pegue a bike novamente quando voltar. Por fim, cada abrigo tem um “megatotem” eletrônico interligado aos ônibus que informa aos passageiros a posição de cada veículo e o tempo de espera previsto ao longo do corredor. Tudo isso com uma linguagem de design contemporânea, limpa e elegante, com materiais resistentes e de excelente qualidade.

Guto Índio da Costa

VLT: Veículo Leve sobre Trilho

Um de seus projetos mais emblemáticos é o Veículo Leve sobre Trilho (VLT), que ganhou destaque especial no Top XXI Prêmio Design Brasil 2016 e promete revolucionar o transporte brasileiro. O VLT tem piso integrado no mesmo nível da calçada, 44 m de extensão e oito portas que se abrem simultaneamente. Isso significa um desembarque rápido e uma circulação silenciosa integrada ao design da cidade.

“É um dos sistemas de transporte mais modernos do mundo, você entra e sai com uma cadeira de rodas, com carrinho de bebê, é um sistema inclusivo. A ideia é transformar a experiência do transporte público.”

As diretrizes urbanísticas e de design para o VLT, Veículo Leve sobre Trilhos, procuram reforçar os valores e a identidade do transporte público no Rio de Janeiro. Integração, transparência, eficiência, bem estar, contemporaneidade e DNA carioca foram palavras chave na definição do conceito, que aponta o impacto urbanístico e a relação do novo sistema com o espaço público.

Guto Índio da Costa

Guto Indio da Costa tem uma gama vasta de produtos e projetos criados como designer entre elas projetos de arquitetura e urbanismo, design, mobiliário, transporte e concessões publicas, confira toda essa diversidade em indiodacostadesignshop.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + 2 =