Destaque

Yukio Hashimoto: “em que tipo de espaço eu gostaria de viver?”

Yukio Hashimoto nasceu na prefeitura de Aichi em 1962. No início, era professor em tempo parcial no Joshibi Junior College of Art and Design e na Universidade da Prefeitura de Aichi de Belas Artes e Música. Em 1996, ele se tornou um designer freelance, antes de fundar sua própria empresa, Hashimoto Yukio Design Studio Inc., no ano seguinte. 

Yukio Hashimoto diz que, o planejamento de interiores consiste em considerar e imaginar “em que tipo de espaço eu gostaria de viver?”. Para ele, “é possível propor um projeto que corresponda ao estilo de vida dos moradores”.

Yukio Hashimoto pratica um design ecológico e sua arquitetura incorporando a “ecologia”.

“Combinar o design tradicional japonês com materiais modernos cria algo único, algo que só pode existir aqui”, disse Yukio Hashimoto. “Para divisórias deslizantes, tradicionalmente usamos papel, mas eu usei tecido de quimono. É uma nova experiência – acho que cria uma sensação mais contemporânea no espaço e dá uma nova relevância a algo tradicional.”

Suas principais obras são: Oto-Oto (Shinjuku), BEAMS HOUSE (Marunouchi), Suikyo-tei (Ginza), Billboard Live Tokyo (Roppongi), Península de Tóquio (Hibiya), Palácio da Seda no Museu do Palácio Nacional (Taipei, Taiwan) e Hilton Niseko Village (Niseko).

Yukio Hashimoto projetou também uma pequena casa minimalista em Kyoto, Japão, com uma parede frontal com um canto dobrado que parece um pedaço de papel dobrado branco. 

Yukio Hashimoto

A fachada sem janelas de dois andares evoca uma associação com a arte tradicional japonesa de dobrar papel, origami. A casa é iluminada por luz natural através de seu jardim interno, um pátio interno envidraçado com uma árvore no centro.

“Como o papel branco puro, a fachada deste prédio tem um pequeno vinco que traz imagens de origami”, disse Hashimoto. “A dobra simples tem como objetivo fornecer flutuabilidade à superfície da parede simples que, de outra forma, pareceria fechada e pesada.”

Yukio Hashimoto inspirou-se na tradição de seu país ao projetar as xícaras Alpha. O conjunto foi feito à mão usando a técnica tradicional japonesa chamada Magewappa, que usa o cedro japonês no processo de produção.

O líder de iluminação do Japão, Yamagiwa, apresentou ‘moonbird’, de Yukio Hashimoto. A forma escultural desta lâmpada é realçada pelo material natural de seu corpo – madeira (esses protótipos são esculpidos individualmente pelo próprio designer de interiores japonês). ‘Eu projetei esta lâmpada com a imagem de um pássaro pousado silenciosamente sob o luar em mente.’ ele disse.

Prêmios:

1997: 2e Prix: Na-Shop Lighting Award

1998: Na-Shop Lighting Award Prêmio / JCD Shoreisho

1999: Prêmio JCD Shoreisho

2000: Prêmio JCD 2e Prix

2001: Prêmio JCD 2e Prix

2002: Prêmio Shilver do Concurso de Design Kukan  

2003: Na-Shop Lighting Contest

2005: No.32 Japan Copper Development Association Award Prêmio / Takashimaya Art Award

2006: Prêmio IIDA de Excelência

2010: Perspective Award Gold Award (Kenma x Jotaro Saito) / Perspective Award Excellence (Moonbird) / BODW Gold Award (Moonbird) / BODW Gold Award of Merit (Shikusenso)

2011: Prêmio IES Illumination 2011 (Happo-en Hakuho-kan)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

− 1 = 2